Skip to content

Mitos e Verdades Sobre o Mesário





O que é mesário? O que faz quem trabalha nas eleições? Fui convocado para ser mesário, o que devo fazer? Essas são algumas das principais dúvidas relacionadas a esse tema.

O sistema de votação brasileiro é bastante avançado, contando com urnas eletrônicas que permitem os eleitores realizar todo o processo em questão de segundos.

E como a cada dois anos acontecem eleições no Brasil, se faz necessário muito mais que tecnologia para fazer com que o pleito ocorra de forma eficiente e organizada.




Nesse sentido, a Justiça Eleitoral realiza a convocação de pessoas que possam colaborar com o andamento do processo eleitoral. É aqui que surge a figura do mesário.

Mesários são aquelas pessoas que trabalham nas seções eleitorais para auxiliar os votantes, recolhendo sua documentação, validando a participação do cidadão e dando as orientações necessárias.

Apesar de muitas informações serem disponibilizadas à época das eleições, muita gente não entende o que um mesário faz.




É um trabalho obrigatório ou voluntário? Há compensação financeira? Quais os benefícios e vantagens de ser mesário?

Se você quer a resposta para essas e outras perguntas, siga na leitura desse texto. Saiba quais os mitos e verdades sobre quem colabora com as eleições no Brasil!

Mesário Eleições
Mesário Eleições

O Que é Mesário

Na era da tecnologia e das máquinas, a mão de obra humana ainda é necessária, principalmente para organizar e auxiliar outras pessoas. É por isso que existe o mesário eleições.



Nas eleições, são os mesários os responsáveis por realizar a fiscalização das seções eleitorais, ajudando os cidadãos a exercerem seu direito de voto.

Pode-se dizer que a figura do mesário funciona como um representante legal da Justiça Eleitoral, que exerce a função de auxiliar em todas as questões necessárias para o andamento das eleições.

Os mesários são divididos conforme suas tarefas e responsabilidades dentro da seção eleitoral. Essa divisão faz surgir o presidente, o 1º mesário, o 2º mesário e o secretário.

Presidente é o mesário de maior autoridade dentro da seção. Ele dá início à votação, verifica as credenciais, resolve as dificuldades existentes, encerra a votação e organiza a entrega das urnas e materiais à Junta Eleitoral.

Os mesários procuram o nome do eleitor no caderno de votação, ajudam o presidente ao ditar o título de eleitor para que seja autorizado o voto e podem substituir o presidente em caso de ausência.

Já o secretário orienta os eleitores, organiza a fila, controla a entrada e saída de pessoas das seções e preenche a ata da mesa receptora.

Todas as informações sobre as atribuições são retiradas do Manual do Mesário, documento disponibilizado pela Justiça Eleitoral em cada eleição.

Benefícios de Trabalhar nas Eleições

Quanto ganha um mesário? A resposta é simples e objetiva: nada.

Se a sua expectativa era ter algum pagamento com essa prestação de serviço, infelizmente isso não será possível.

Apesar de não ter compensação financeira, o trabalho como mesário nas eleições pode trazer uma série de benefícios aos cidadãos que colaboram com a Justiça Eleitoral.

  • O mesário ganha auxílio-alimentação nos dias das eleições;
  • Folgas no trabalho são garantidas por lei, sendo dois dias de folga a cada dia de serviço prestado;
  • O trabalho nas eleições serve como critério de desempate em concursos públicos feitos pela Justiça Eleitoral e de outros órgãos, desde que isso seja descrito no edital do certame;
  • Se você é universitário, trabalhar como mesário te dará horas complementares na faculdade.


Além disso, colaborar nas eleições é uma forma de adquirir novas experiências e enxergar o processo eleitoral brasileiro de um outro ponto de vista, entendendo o quão importante é o exercício da democracia em nosso país.

Como Trabalhar nas Eleições

Há duas formas de ser escolhido para trabalhar como mesário.

A primeira delas é se candidatando por meio do programa Mesário Voluntário. Essa foi uma iniciativa criada pela Justiça Eleitoral para incentivar a participação colaborativa do cidadão.

Para participar, basta acessar o site do Tribunal Regional Eleitoral do seu estado e seguir as instruções.

Quem se inscrever no programa precisará aguardar a decisão do cartório eleitoral de sua região.

Nem todos os inscritos no programa serão convocados. Isso acontece porque a Justiça Eleitoral também pode convocar pessoas que não se voluntariaram, sendo essa a segunda forma de trabalhar nas eleições.

Mas e se você for convocado e não puder participar, como pedir dispensa de ser mesário?

Todo eleitor pode recusar a chamada, desde que apresente justificativa dentro do prazo determinado.

A decisão a respeito da dispensa será feita pelo juiz eleitoral.

Caso não seja aceita, o eleitor deverá comparecer e prestar serviço. O não comparecimento pode ser configurado como crime de desobediência e resultar em processo e cobrança de multas.

Manual do Mesário

Quem Não Pode Ser Mesário

Nem todo cidadão pode ser mesário eleições.

Existem algumas situações que impedem uma pessoa de exercer essa função. Saiba quem não pode ser mesário:

  • Eleitores menores de 18 anos;
  • Pessoas pertencentes ao serviço eleitoral;
  • Agentes e autoridades policiais;
  • Funcionários de cargos de confiança do Poder Executivo;
  • Membros que exerçam funções executivas em diretórios de partidos políticos;
  • Candidatos que concorram nas eleições;
  • Parentes (até o segundo grau, incluindo o cônjuge) de candidatos.

Treinamento Para Trabalhar nas Eleições

A Justiça Eleitoral realiza treinamento de mesário. Todas as informações a respeito do material educacional e as orientações são revelados no portal do Tribunal Regional Eleitoral do estado onde você mora.

É importante salientar que nem todos os mesários serão convocados para os treinamentos.

Cada cartório eleitoral tem a liberdade de escolher quais componentes serão treinados.

Durante o treino serão explicadas as funções dos mesários dentro da hierarquia proposta: presidente, 1º mesário, 2º mesário e secretário.

Além disso, a Justiça Eleitoral dará dicas sobre as vestimentas e comportamentos que a pessoa que trabalhará como mesário deve ter no dia da eleição.

Que Horas o Mesário Deve Comparecer

O mesário deve chegar à seção eleitoral uma hora antes do início da votação.

No Brasil, as eleições começam às 8h, portanto, o horário correto é sempre às 7h (horário de Brasília).

A regra é válida para o primeiro turno e também para o segundo, caso ocorra.

É necessário essa antecipação para que o colaborador organize a seção.

É nesse momento que são ligadas as urnas eletrônicas, colocados os cartazes nas paredes informando os números de cada seção, entre outros pequenos detalhes.

Comprovante de Trabalho nas Eleições

Um dos benefícios de ser mesário nas eleições é o atestado de dispensa do trabalho garantido pela Justiça Eleitoral de acordo com o que está descrito na Lei nº 9.504/97.

Para isso, o mesário recebe um comprovante que detalha a sua participação como colaborador.

A certidão de comparecimento é obtida por meio do Portal do Mesário na página da web do TRE local.

O acesso é feito com uma chave de acesso fornecida pelo cartório eleitoral, além do número do título de eleitor e a data de nascimento.

Isso significa que o mesário tem direito a folga, seja no serviço privado ou público, a cada dia trabalhado nas eleições.

Quem trabalhar no 1º e no 2º turnos, por exemplo, terá quatro folgas.

Esclarecidas as dúvidas sobre o que faz um mesário?

Aproveite para acessar o nosso site e conferir outros materiais sobre cartório eleitoral.

Confira também esse vídeo que explica quais os benefícios de ser mesário nas eleições e acesse o blog → Cartório Eleitoral: